mea-mundo-digital

Todos nós já passamos pela experiência de pesquisar um produto ou serviço na Internet e acreditar que existia um serviço de “espionagem”. Hoje um simples click de busca para saber como um produto funciona, ou o seu preço, será o bastante para minutos depois você receber milhares de ofertas. Caramba, como todas essas lojas ficaram sabendo ao mesmo tempo sobre o meu interesse?

Pois é, na verdade, eles estão fazendo o trabalho deles. São analistas de dados que, literalmente, garimpam as informações que você mesmo ofereceu quase que sem querer. Muita gente se assusta, e é natural. Afinal, hoje estamos completamente expostos. Mas será que as organizações estão simplesmente sendo invasivas ou elas podem com esta “garimpagem” aperfeiçoar os produtos que desenvolvem ou passar a oferecer novos serviços?

Obviamente que nem tudo é negativo. Apps de marcas esportivas, por exemplo, permitem que seus usuários /atletas compartilhem seus tempos de treino, seus resultados, suas dificuldades e podem até receber on line conselhos de treinadores.  É a partir das informações obtidas que surgem o desenvolvimento de novos tênis, novas tecnologias para serem aplicadas nos tecidos das roupas esportivas…  não podemos negar que todos – fabricantes e usuários – ganham.

No que tange à exposição pessoal nas redes sociais, ainda hoje recebo muitos questionamentos acerca da importância das mesmas. Alguns me perguntam: “é verdade que as empresas vasculham minhas redes sociais?” Já outros me falam, “eu posto tudo, mas só para meus amigos”. Tem ainda aqueles que resistem a participar, mas me questionam se serão considerados “ultrapassados” por não estarem antenados com o mundo digital.

No cenário no qual vivo, e com a profissão que tenho, torna-se quase impossível não estar presente nas redes sociais. Existe exposição? Sim, mas não posso negar que as mídias sociais me proporcionam informações úteis e uma comunicação, como esta nossa aqui no blog, que de outra forma eu não conseguiria.  As redes “me usam”, mas eu também, como as empresas, aprendi a usá-las. Qual o segredo? Coerência. Transmita e pesquise informações que venham ao encontro dos seus verdadeiros interesses. Assim, com certeza, você minimizará os pontos negativos.

Sou Mestre e Doutora em Administração de Empresas, ministro cursos de MBA, em todo o território nacional, peViviane Narduccila FGV e ESPM, tenho forte experiência executiva no setor público e realizo consultorias e programas de capacitação em Gestão Estratégica de Pessoas em organizações públicas e privadas. Tudo isso só é possível porque, acima de tudo, adoro conhecer pessoas e trocar experiências. Além disso, adoro moda, decoração, gastronomia, conhecer novos lugares….