mea-encontro-2

No início da semana encontrei uma amiga que não via há muito tempo. Chamou minha atenção a sua aparência leve, com os cabelos na cor natural, semblante sereno e  olhos brilhantes.

“Como você está diferente”, eu disse em tom claro de elogio. “O que você está fazendo?” E ela, sorrindo, relatou o último ano de profundas mudanças, incluindo a demissão inesperada da empresa, na qual trabalhou por quinze anos.

Para muitos, tal situação seria catastrófica, mas não foi pra ela. Encarou como a certificação de um dever cumprido abrindo espaço para a revitalização de anseios esquecidos.

A atenção voltou-se para a vida doméstica, especialmente aos filhos adolescentes e familiares queridos, que a rotina de trabalho distanciou. O novo estilo de vida, contempla meditação, caminhadas diárias com as cunhadas, cuidado com uma pequena horta, participação em projetos de consultores parceiros, programação cultural com a família e finais de semana que já não acreditava como possíveis, pela sensação de completude e felicidade.

Após tal relato, é natural pensar: e a planilha financeira como ficou? Sem sobressaltos, disse ela. Porque a adaptação proporcionou algo impensável no cenário anterior, uma conta bancária menor com uma qualidade de vida maior. No caso dela, menos significou muito mais.

Constatamos em nossa conversa que o choque da demissão desligou o piloto automático que a dominava e despertou a consciência para o uso da própria inteligência. Planejar e viabilizar uma composição de felicidade e de realização, passou a ser um farol guia e essa nova atitude mudou sua vida.

O especial cenário econômico do país vêm favorecendo demissões como a dela, entretanto, a diferença entre a alavancagem e o declínio está em como a situação é assimilada, compreendida e aproveitada.

Nós somos realmente incríveis, dotados de infinitas possibilidades. Encontros com amigos, conversas “olho no olho” via trocas de experiências, sensações e emoções sempre nos enriquecem.

Convido todos à valorização dos encontros…

                                                                  Com quem você encontrou nesta semana?

Sou professora, consultora, escritora, doutora em Administração de Negócios, graduada em Administração de Empresas, com Especialização e Mestrado em Gestão de Pessoas. Tenho como meu maior compromisso profissional, a educação corporativa. Trabalho construindo programas de capacitação de pessoas para empresas e instituições de ensino. Os aeroportos e hotéis são meus escritórios de apoio... Meu lema é “Amar o Saber para Saber Amar”.